A beleza dos cactos e suas curiosidades


Marisa Fonseca Diniz

“Os espinhos da vida se transformam
em flores por toda a eternidade.”
Dom Bosco

Muitas pessoas acham que o cacto é uma planta feia e desajeitada, mas é uma excelente planta ornamental para quem não tem muito tempo livre, mas não dispensa uma planta em casa.


Os cactos ou cactaceae pertencem a família botânica dos arbustos, árvores, lianas e sabarbustos, e existem mais de 176 gêneros e 2.233 espécies. A maioria dos cactos tem ramos longos são suculentos produzem folhas fotossintéticas, os caules são curtos, as folhas são em forma de espinhos, e alguns possuem flores.


Algumas espécies de cactos apresentam floração noturna, sendo polinizadas por mariposas e morcegos. Os cactos resistem ao calor excessivo e ao clima seco como desertos, semi-áridos, caatingas e cerrados. Muitas espécies de cactos produzem frutas comestíveis como o figo da índia e a pitaya.


A pitaya ou fruta do dragão é uma fruta exótica originária da América Central, a casca é irregular formando gomos escamosos que lembram um dragão. A polpa é doce e macia, a fruta é muito utilizada na produção de doces, geléias, iogurtes, sorvetes, tortas e saladas. Além de ser uma fruta muito consumida em todo mundo no combate do colesterol é antioxidante e auxilia no processo de emagrecimento.


Os cactos podem ser usados como cercas e muros artificiais no campo. Dentro de casa podem ser cultivados em vasos e não necessitam de muita água, mini-cactos podem ser regados a cada quatro dias e os maiores a cada cinco dias.


Particularmente eu amo cactos! 


Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho A beleza dos cactos e suas curiosidades de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2017/03/a-beleza-dos-cactos-e-suas-curiosidades.html.


Nenhum comentário:

Postar um comentário