A beleza das escadas no mundo



Marisa Fonseca Diniz


Escada é uma construção formada por uma série de degraus destinados a ligar locais de diferentes níveis desde os mais baixos aos mais elevados. A construção das primeiras escadas foram datadas do século X a.C.  em Atenas e Roma. As primeiras escadas foram escavadas na terra, em seguida vieram as móveis feitas com toras de madeira e por último as de pedras que eram suntuosas e representavam toda a luxúria de seus proprietários, tais como reis, faraós e papas.



Na idade média as escadas foram construídas apenas como utilitário, sendo altamente negligenciadas e descuidadas. Somente no Renascimento é que as escadas ganharam destaque nos palácios e edifícios aristocratas italianos. Na época do Barroco a escada era um acessório suntuoso onde era necessário caminhar por ela com cuidado. Nos dias atuais, a escada passou a ter o conceito da praticidade onde as pessoas podiam percorrê-la de maneira rápida com segurança e gastando pouca energia.



A maior escada do mundo está situada na montanha Niesen localizada nos Alpes Berneses na Suíça. O cume da montanha possui 2.362 metros e pode ser alcançado através do funicular Niesenbahn, que é um carro puxado por cabos que circula sobre trilhos tendo a função de transportar passageiros ou cargas ao longo das encostas. Ao longo do traçado do Niesenbahn fica a mais longa escadaria do mundo com 11.674 degraus.



Haiku na ilha de Oahu, no Havaí possui uma escada com mais de 3.922 degraus com 46 cm de puro aço aparafusados nas colinas escarpadas da montanha Puukeahiakahoe com mais de 850 metros de altitude, ideal para os aventureiros.


La piedra del Peñol situada na Colômbia é uma formação rochosa, que se formou ao longo de 70 milhões de anos atrás. Ao longo dos seus 200 metros de altura encontra-se uma escadaria que facilita a escalada da rocha através dos seus 649 degraus, onde pode se avistar a beleza da natureza que circunda a rocha. 



A China é montanhosa e rochosa, as montanhas de Taihang só podem ser visitadas através de uma escada espiral com 92 metros de altura. A visitação só é permitida as pessoas que não possuem problemas de saúde e menores de 60 anos.

Apesar das escadas não serem apreciadas na construção civil alguns arquitetos tem desenvolvido modelos onde à pureza das linhas e a beleza tem recebido destaque nas construções desde épocas passadas.





A escada/rampa situada no interior dos Museus Vaticanos é uma obra de Donato Bramante d’Angelo (1932) tem a forma de uma hélice dupla e é composta por duas espirais diferentes, uma de subida e outra de descida que dá acesso à saída do museu.




O Palazzo Ducale é um símbolo da cidade de Veneza e foi construído entre os anos de 1304 e 1424. O palácio tem escadas que são verdadeiras obras de arte. A Escada dos Gigantes em estilo gótico veneziano é caracterizada pela decoração de mármore em estilo renascentista do Arquiteto Antonio Rizzo.

O palácio italiano Villa Torrigani possui um jardim secreto conhecido como Ninfeo dei Venti (Nifeu dos Ventos) que é acessado por uma bela escada que esconde um túnel e duas grutas. 




Um bom exemplo de escada em estilo moderno é a elíptica da Cantina Antinori na Toscana, Itália.

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho A beleza das escadas no mundo de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2018/07/a-beleza-das-escadas-no-mundo.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário