Brasília, a capital do Brasil



Marisa Fonseca Diniz


O Distrito Federal foi estabelecido em uma área de 5.822 km² cedida pelo Estado de Goiás. Trata-se de um território autônomo, que não se divide em municípios e sim em Regiões Administrativas – Ras.  Muitas destas RAs correspondem a cidades satélites, a mais antiga é a de Planaltina. Brasília além de ser a capital do Brasil, também é a sede do governo do Distrito Federal.


Brasília está localizada na região Centro-Oeste do país, e fica ao longo da região geográfica conhecida como Planalto Central. A sua população está em torno de 2.600.000 de habitantes, sendo a quarta cidade brasileira mais populosa, conforme censo de 2010.  A capital brasileira é a maior cidade do mundo construída no século XX.

O Arquiteto Oscar Niemeyer é o responsável pelos projetos de todos os edifícios públicos da capital. Existe uma intensa relação entre o Plano Piloto concebido por Lucio Costa e os projetos de arquitetura de Oscar Niemeyer. Ambos criaram uma cidade integralmente projetada, considerada como um objeto global único.

O Distrito Federal tem quase todas as suas fronteiras delimitadas pelo Estado de Goiás, apenas uma pequena porção sudeste faz divisa com o Estado de Minas Gerais. O relevo é formado principalmente por ondulações suaves, no qual predominam as altitudes médias de 1.100 m, limita-se a oeste pelo rio Descoberto e a leste pelo rio Preto. O ponto mais elevado é a colina do Rodeador com 1.349 m.


O Lago Paranoá é o principal curso d’água de Brasília formado pelos córregos do Bananal, do Fundo, do Torto e do Gama. A estrutura geológica do Distrito Federal caracteriza-se pela presença de rochas metamórficas, pré-cambrianas ou neopaleozoicas. O clima é predominantemente tropical com duas estações bem definidas: uma chuvosa e outra seca.



Os principais pontos turísticos de Brasília são:

Museu da Cidade de Brasília: 



Projetado por Oscar Niemeyer tem como principal objetivo preservar os trabalhos relativos à história da construção de Brasília.

Memorial Juscelino Kubitschek: 





Para quem gosta de cultura política poderá conhecer objetos, roupas, medalhas, a faixa presidencial assim como os restos mortais de Juscelino Kubitschek.

Memorial dos Povos Indígenas: 




Projetado por Oscar Niemeyer em forma de espiral que acaba em uma maloca redonda de índios Yanomami. O espaço tem área construída de aproximadamente 2.100 m², que tem o objetivo de mostrar a diversidade e a riqueza da cultura indígena. 


Panteão da Pátria Tancredo Neves:



Criado para homenagear os heróis nacionais, que possuíram ideais de liberdade e democracia. O Panteão consagra a memória de Tiradentes, que além de ser considerado um herói nacional é também o Patrono Cívico da Nação Brasileira. 


Palácio do Planalto:




Inaugurado em abril de 1960, seu projeto arquitetônico é mais uma obra assinada por Oscar Niemeyer. A arquitetura do prédio chama atenção pelos pilares, e a mistura de retas e curvas na parte interna. A área externa possui um espelho de água onde nadam carpas japonesas. Os anexos abrigam uma biblioteca com mais de 33 mil exemplares e importantes obras de arte.

Ponte JK Brasília: 


A ponte JK possui 1200 m de comprimento, formada por três arcos metálicos que se intercalam por cima das pistas e calçadas. O projeto é do Arquiteto Alexandre Chan, e foi eleita em 2003 a ponte mais bonita do mundo pela Sociedade de Engenharia do Estado da Pennsylvania nos USA.


Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.



Licença Creative Commons
O trabalho Brasília, a capital do Brasil de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2018/03/belo-horizonte-mineiro-uai.htmlhttps://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2018/03/brasilia-capital-do-brasil.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário