Je t'aime France


Edição Especial

Marisa Fonseca Diniz


França ou República Francesa é o maior país da União Européia com 643.801 km² de extensão territorial e um pouco mais do que 65 034 256 habitantes. O país faz fronteira com o Mar Mediterrâneo, o Oceano Atlântico, a oeste com a Baia de Biscaia, ao norte com o Canal da Mancha e o Mar do Norte, a sudoeste com a Espanha, a noroeste com a Bélgica, Alemanha e Luxemburgo, ao leste com a Suíça e a sudeste com a Itália. O idioma oficial do país é o francês.


O país possui uma paisagem diversificada com regiões montanhosas, Pirineus e Alpes, sendo o ponto mais elevado o Mont Blanc com 4.808 m; a leste e ao sul planícies, e colinas ao norte e a oeste. O clima no país ao norte e noroeste é temperado, nas regiões oeste o clima é oceânico com elevado nível pluviométrico com verões quentes e invernos suaves.

As três cidades mais populosas da França são Paris, Marselha e Lyon. A cidade de Paris é a capital da França e está localizada sobre a bacia do Sena, onde estão situadas as duas ilhas nas quais constituem o centro histórico da cidade, a île de la Cité ao oeste e a île Saint-Louis ao leste. O rio Sena corta a cidade de Paris formando um arco entrando pelo sudeste e saindo pelo sudoeste. O curso fluvial pode ser atravessado por mais de 30 pontes.


A famosa Pont des Arts ou Passerelle dês Arts sobre o rio Sena é uma ponte pedonal que liga o Institut de France e a praça central do Palais Du Louvre foi construída em 1804 durante o regime de Napoleão Bonaparte, a ponte é conhecida pela antiga tradição dos cadeados do amor que surgiu em torno de 2008, porém em 2014 o peso dos cadeados fez com que uma secção da balaustrada cedesse colocando em risco a segurança da ponte e dos pedestres.

A partir de junho de 2015, a ponte foi fechada ao público e todos os cadeados foram retirados. Em maio deste ano, 2017 todos os cadeados foram leiloados em prol aos refugiados. Os organizadores do leilão dos cadeados do amor esperavam arrecadar entre 100 mil a 150 mil euros os 165 lotes, muitos com cadeados em formato de coração, mini Torre Eiffel e com várias mensagens em diferentes idiomas.

Paris é uma cidade com diversos pontos turísticos, ao longo do rio Sena é possível conhecer a Catedral de Notre Dame uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. A construção foi iniciada em 1.163 finalizada em 1.245 e foi dedicada a Maria, mãe de Jesus Cristo, localizada na Praça Paris na pequena ilha de Île de la Cité.


A arquitetura gótica da Catedral de Notre Dame possui duas torres de 69 metros em sua fachada. É possível acessar a parte superior das torres e apreciar a vista da cidade, além de poder visitar o campanário onde viveu o famoso Corcunda de Notre Dame e ver de perto as gárgulas. Sob a catedral jaz outra camada sinistra, mais de 79 metros abaixo da catedral encontra-se a Cripta Arqueológica com fascinantes objetos galo-romanos, antigos resquícios da casa de Lutèce, nome dado a cidade de Paris na era romana.


Conciergerie é outro ponto turístico da cidade de Paris, Palácio da Justiça, mas que entre os séculos X e XIV foi o Palácio da Cidade, o edifício estende-se pelo Cais do Relógio, sobre a Ilha de la Cité, que em 1932 foi convertido em prisão do Estado após o abandono do palácio por Carlos V e seus sucessores.

Musée de l'Orangerie é uma galeria impressionista e pós-impressionista localizada na Place de la Concorde em Paris, o museu expõe obras de Paul Cézanne, Henri Matisse, Amedeo Modigliani, Claude Monet, Pablo Picasso, Pierre-Auguste Renoir, Henri Rousseau, Chaim Soutine, Alfred Sisley e Maurice Utrillo entre outros. É um passeio cultural que não deve ser deixado de lado.


A Torre Eiffel é considerada um símbolo da cidade parisiense é uma obra do século XIX feita em ferro, sendo o monumento mais visitado e alto da cidade com 324 metros. A Torre Eiffel é um projeto do engenheiro Gustave Eiffel e foi concluída em 1930. Localizada em Champ de Mars, a torre possui três níveis, que podem ser visitadas pelos turistas por meio das escadas ou elevadores do primeiro ou segundo nível. O terceiro nível é o mais alto e só é acessível de elevador. A vista do alto da torre é maravilhosa tendo uma visão ampla de toda a cidade.


O Arco do Triunfo é um monumento construído em 1806 na cidade de Paris em homenagem as vitórias militares de Napoleão Bonaparte. O monumento foi inaugurado em 1836 e contém gravado o nome das 128 batalhas e de 558 generais. Na base encontra-se o túmulo do soldado desconhecido, o arco está localizado na Praça Charles de Gaulle no encontro da avenida Champs-Élysées.


O Palácio do Louvre é outro local a ser conhecido por ser não apenas um antigo palácio real da França, e sim porque atualmente é o Museu do Louvre, um dos mais ricos e famosos museus de arte do mundo. Localizado as margens do rio Sena fica entre os Jardins das Tulheiras e a Igreja de São Germano de Auxerre.

Diversos são os lugares turísticos da cidade, tal como o Jardim de Luxemburgo que é um parque público com mais de 224 mil m2 localizado no Palácio de Luxemburgo. O jardim possui um enorme parterre decorado com uma coleção de estátuas e também com pequenos lagos, além de ter um pequeno teatro de fantoches, um pomar e um restaurante.

Maria de Médicis, viúva do então Henrique IV, em 1611 decidiu construir uma réplica do Palácio Pitti, no ano seguinte Maria ordenou o plantio de 2 mil ulmeiros e contratou especialistas em jardinagem a fim de recriar os jardins de Florença.


Marselha é a segunda cidade mais populosa e mais antiga da França, localizada na província de Provença na costa do Mediterrâneo é o maior porto comercial do país. A cidade é a capital admnistrativa da região de Provence Alpes Côte d’Azur, e foi povoada pelos gregos no século VII a.C. que passou para o domínio romano em 49 a.C.


A basílica católica Notre Dame de La Garde é o símbolo mais conhecido da cidade de Marselha foi construída pelo arquiteto Henri-Jacques Espérandieu e está localizada no ponto mais alto da cidade, um afloramento calcário de 149m no lado sul do Porto Velho de Marselha.


Marselha é uma cidade litorânea, que possui lugares turísticos que valem a pena visitar como é o caso do MuCem  inaugurado em junho de 2013 e é um museu que expõe obras de antropologia, história, arqueologia e artes sob um olhar cultural, social, político e científico sobre a diversidade das civilizações que construíram o mundo mediterrâneo da pré-história aos dias atuais.


O Castelo de If é um outro local que deve ser visitado, pois é rico em história localizado na Ilha de If, que integra o Arquipélago do Frioul na baía de Marselha. O castelo foi transformado em prisão do Estado a partir do século XVII e desativado dois séculos mais tarde.

O imperador romano Cláudio nasceu na cidade de Lyon, a terceira maior cidade da França, importante pólo industrial e estudantil com diversas universidades. Fundada em 43 a.C. por Munatius Plancus como uma colônia romana sobre a colina Fouvière, a cidade estende-se ao longo da margem esquerda do rio Ródano em direção ao rio Dauphiné, uma planície urbanizada segundo um plano ortogonal nos bairros de Brotteaux e Part-Dieu.


A Catedral de Lyon ou simplesmente Catedral Saint Jean é a sede episcopal da Arquidiocese de Lyon, localizada no coração do bairro medieval e renascentista Vieux Lyon. Na Idade Média era parte do complexo de igrejas e outros edifícios religiosos, que incçuía as igrejas Saint-Étienne e Sainte-Croix destruídas durante a Revolução Francesa.


A Europa é um continente histórico e cultural, e a França não faz feio nesse quesito. O Musée dês Beaux Arts de Lyon – Museu das Belas Artes de Lyon localizado no centro artístico da cidade de Lyon possui diversas peças desde a antiguidade egípcia até as exibições pós-modernas. O museu é um antigo convento datado dos anos 1600, dividido em cinco departamentos principais com diversas obras, sendo antiguidades, objetos de arte, medalhas e moedas, coleções, esculturas e pinturas do século XIII ao XX.


O Museu das Confluências é outro local que vale visitar, o local é uma estrutura vistosa e futurista feita em vidro, concreto e aço e situa-se na confluência dos rios Rhône e Saône. O museu conta sobre a evolução das espécies com mais de dois milhões de peças coletadas a partir do século XVI até a atualidade são peças relacionadas à paleontologia, mineralogia, zoologia, entomologia e etnografia. 

Lyon também é uma cidade com diversos cafés, que vale a pena conhecer, tais como:


La Boite a Café Mokxa conhecido como um dos melhores cafés da cidade de Lyon é localizado em La Croix-Rousse e oferece uma variedade de diferentes métodos de preparação do café, além de lanches e doces.


Slika é uma cafeteria com o conceito de galeria de arte, pois exibe diversas obras de artistas com tendências de grafite e espírito urbano com uma variedade de técnicas e estilos. A cafeteria tem um ambiente perfeito para ler um bom livro e relaxar ou simplesmente conversar com os amigos.


La Bicycletterie considerada uma das melhores cafeterias da cidade de Lyon, além de oferecer um delicioso café também trabalha como loja de bicicletas, o local oferece diversos tipos de café, quente ou frio, além de saladas, sopas, sanduíches e bolos.

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário