Atravessando os Portões de Brandemburgo


Edição Especial

Marisa Fonseca Diniz


O Portão de Brandemburgo foi e ainda é o símbolo da cidade de Berlim localizada na Alemanha. Durante a Guerra Fria o Portão de Brandemburgo foi o marco divisor da República Democrática da Alemanha (socialista) e da República Federal da Alemanha (capitalista), porém com a queda do muro de Berlim em 1989 tornou-se o símbolo da paz e união.


O símbolo da cidade de Berlim foi erguido entre 1788 e 1791 conforme seu projeto original elaborado por Carl Gotthard Langhans que se inspirou na Propylaea de Acrópolis localizado em Atenas, Grécia. O Portão de Brandemburgo é uma obra feita em arenito clássico com doze colunas em estilo grego, sendo seis de cada lado e com cinco vãos centrais por onde passam cinco passagens. Sobre o arco encontra-se a quadriga, que é uma escultura que representa a Deusa grega da vitória, Irene, que está em uma biga sendo puxada por quatro cavalos, a obra é de Johann Gottfried Schadow que foi erguida no ponto mais alto do Portão em 1793. 

O Portão de Brandemburgo foi o único sobrevivente dos mais de quinze portais antigos localizados em Berlim e destruídos durante as guerras. Ele possui 26 metros de altura, 11 metros de profundidade e 65 metros de largura vistos de frente. Ao visitar o Portão de Brandemburgo, antes de atravessá-lo para o outro lado encontra-se na asa norte a Raum dês Stille – Sala do Silêncio que é um lugar ideal para fazer uma pausa curta. Os outros dois marcos estão localizados ao lado do portão, o Pariser Platz com a Akademie der Künste – Academia de Artes e a embaixada americana que foi restaurada. 


É interessante ressaltar que durante a divisão da cidade pelo muro de Berlim entre os anos de 1961 a 1989, o Portão de Brandemburgo não era acessível a nenhum cidadão, pois o muro passava atrás do portão separando-o do Parque Tiergarten, onde havia torres de vigilância dos soldados da Alemanha Oriental que bloqueavam a passagem pelo portão.

Durante a Guerra Fria, o Portão de Brandemburgo era apenas um símbolo avistado de longe, porém com a derrubada do muro de Berlim e a unificação dos dois países, o portão virou palco de diversas festas comemorativas, tais como a festa de 20 anos da queda do muro de Berlim e festa de réveillon da cidade.

Vale à pena conhecer!

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho Atravessando os Portões de Brandemburgo de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2017/08/atravessando-os-portoes-de-brandemburgo.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário