Quem você mandaria para a trincheira?


Marisa Fonseca Diniz


Trincheiras são construções subterrâneas com fins militares destinadas à defesa. Em geral, estas valas são escavadas no chão com cerca de dois metros de profundidades e vários quilômetros de extensão, muito utilizadas em tempos de guerra, sendo um excelente meio estratégico. O inconveniente das trincheiras é que os soldados ficam sujeitos ao frio, fome, doença, tiros, granadas e a própria morte devido aos bombardeios, não sendo nada agradável para quem as ocupa.

E quando a guerra não é entre nações e sim entre pessoas comuns? Quem você enviaria às trincheiras da vida? A bíblia cristã possui diversas passagens que relatam de forma clara as condições para uma pessoa ir para o inferno, vejamos: 

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro como já antes vos disse que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” Gálatas 5:19-21

“Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus. “Salmos 9:17

“Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.” Apocalipse 21:8

Não temos o poder de Deus para julgar ninguém, mas há alguns tipos de indivíduos que mesmo sabendo que suas atitudes são abomináveis não se importam e não medem esforços para prejudicar os outros. Por mais que desejemos que todos se redimam de seus erros, muitos não se dão conta do mal que fazem a humanidade.

Quantos são aqueles que passam por nossa vida e mesmo sem serem convidados a ficar não nos poupam de suas maldades? Temos o livre arbitro de recusar estadias indesejáveis principalmente de pessoas que tem o poder de sugar nossa energia, a estes não há como negar que atrapalham e muito nossa vida.


Pessoas com fraquezas de caráter, arrogantes, corruptos, golpistas, fofoqueiros, mentirosos, caloteiros, dissimulados, paranóicos são alguns daqueles que eu não pouparia em mandar para uma trincheira em plena guerra, se bobeasse pagaria para levar.

Conforme o tempo passa, percebemos que algumas pessoas que excluímos de nossa vida insistem em voltar para nos atormentar, a falta de bom senso e inteligência talvez seja o maior problema delas.

Não há nada melhor do que despacharmos estas pessoas de maneira sutil aos caloteiros nossa cobrança, aos dissimulados, paranóicos e com fraqueza de caráter nosso desprezo, aos fofoqueiros nosso silêncio, aos arrogantes nossa educação, aos mentirosos a verdade, aos corruptos a ética, aos golpistas nossas costas, ou seja, para tudo há jeito.

A todas estas pessoas desmemoriadas não há nada melhor do que um bom sumiço, pois felicidade e sucesso incomodam muito, principalmente aqueles seres que vivem na escuridão, mas se nada disso der resultados positivos o melhor a fazer é convidá-los a fazer parte das trincheiras da guerra, que logo apontam por aí, porque no final todos eles encontrarão pessoas iguais ou piores que elas mesmas pela vida, o livre árbitro é nosso, mas a justiça divina nunca falha. 

Que o amor, a sabedoria e a fé nos seja abundante, pois só assim teremos o discernimento de saber o que e quem é bem vindo a nossa vida!


Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer todo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho Quem você mandaria para a trincheira? de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2017/05/quem-voce-mandaria-para-trincheira.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário