O que não adiciona tão pouco faz falta


Marisa Fonseca Diniz

Que tal um chocolate para amornar o coração das pessoas?

Aqui vai mais um artigo de reflexão...



O mundo anda cada dia mais egoísta e as pessoas mais vingativas, nem sempre a razão do egoísmo ou da vingança está relacionada diretamente com alguma situação que as deixou chateadas. A grande maioria na verdade está tão insatisfeita com elas mesmas, que quando veem algo que tanto almejavam sendo conquistado por outra pessoa, uma vontade incontrolável paira sobre suas cabeças despertando a ira e a inveja guardada no coração. A primeira reação é pensar como atingir o alvo, ou seja, aquela pessoa que segundo a cabeça dos vingativos é a principal fonte de inspiração por despertar todo ódio guardado dentro delas.

O ódio, o rancor, a raiva e a vingança de pessoas tóxicas podem incomodar e muito, mas com certeza faz muito mais mal para elas mesmas do que para a vítima. Momentaneamente quando vítima a reação é perguntar por quê? Mas, com o tempo percebe-se que o mal atingiu mais quem procurava a vingança como escape do que o alvo propriamente dito.

Tem certas pessoas que a vida invés de moldar para que tirem lições de tudo de ruim que lhes acontecem, na verdade fazem com que elas fiquem remoendo tudo aquilo, e encontram escape para suas frustrações pessoais e profissionais prejudicando outras pessoas, que podem estar a sua volta ou simplesmente nem sabem que elas existem.

Quando nos desapegamos de tudo aquilo que nos puxa para trás, a  vida começa a andar e melhora, claro, a honestidade é muito importante nessa hora, porque nem sempre em determinados momentos a solução ideal para a vida aparece, mas a liberdade dos problemas e a felicidade só vem para quem decide dar um basta em tudo que faz mal.

Sonhos, objetivos e metas devem ser alcançados não importa se a causa é pessoal ou profissional, o que importa é não desviar a atenção daquilo que tanto se almeja atingir na vida. Em qualquer momento do caminhar irá aparecer pessoas e propostas que possam nos tirar do foco, e é justamente nestas horas que algo inesperado pode acontecer de desagradável, a fim de lembrar a necessidade de que o que não nos adiciona tampouco faz falta.

Vire a página da vida, cuspa fora sentimentos negativos que fazem mal ao coração, libere perdão e siga adiante, porque amanhã é outro dia e com certeza o que tanto buscava pode aparecer de forma generosa. Não se envenene com a maldade alheia, porque tudo que acontece tem uma explicação, e quando alguém tentar fazer uma crítica contra suas ações, chute longe e ignore, porque mal não te fará, mas com certeza fará um mal danado para quem queria te destruir.

Quem te inveja com certeza queria ser você, e se não tem capacidade nem para ser ela mesma imagina querer ser igual ou melhor? Tire lições de tudo e não confronte quem não tem capacidade para te derrotar, ignorar dói mais do que qualquer processo judicial, porque a maioria perde tempo tentando prejudicar com vinganças insanas, enquanto quem ignora está feliz demais para se preocupar com isso.

Todas as pessoas são como árvores, algumas florescem, tem vários ramos e frutos, enquanto outras têm suas raízes secas e quando passa um vento mais forte caem ao chão mortas com o próprio veneno. Seja árvore que floresce e dá bons frutos, do que árvore seca que morre mediante qualquer situação!

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho O que não adiciona tão pouco faz falta deMarisa Fonseca Diniz está licenciado com uma LicençaCreative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível emhttp://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2016/02/o-que-nao-adiciona-tao-pouco-faz-falta.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário