Dicas de como escrever bem um artigo


Marisa Fonseca Diniz




Com o surgimento da internet muitas pessoas começaram a se aventurar escrevendo artigos, criando blogs e sites como uma maneira de ganhar um dinheiro extra, principalmente àquelas pessoas que ficaram desempregadas e não conseguiram se recolocar novamente no mercado de trabalho.

Profissionais especialistas das mais variadas áreas usam a internet para compartilhar conhecimentos, e sempre buscam escrever de maneira correta evitando serem ridicularizados diante dos seus leitores. Diferente de alguns blogs existentes nas redes, que buscam sucesso financeiro, reconhecimento ou até mesmo serem descobertos por algum olheiro de talentos provenientes de alguma rede de comunicação.

Atualmente muitos donos de blogs se autoconsideram escritores, quando na verdade são apenas pessoas que postam notícias. A pessoa que pretende ser escritor tem que ter algumas características importantes, tais como:

Ser um leitor assíduo;

Estar em constante aprendizado;

Fazer bom uso da gramática;

Procurar interagir com escritores e intelectuais da área;

Saber compartilhar conhecimentos;

Praticar a escrita;

Aceitar conselhos de escritores e profissionais da área;

Registrar-se como escritor nos órgãos nacionais e internacionais.

O escritor está sempre aberto a conhecimentos e jamais recusa ajuda dos mais experientes, diferente daquelas pessoas que estão em busca de seguidores ou sucesso nas redes. O escritor deve ter consciência de que a maioria dos leitores está sempre em busca de novidades, e a escrita deve ser impecável, sem erros gramaticais grotescos.

O bom escritor iniciante ou não deve ser àquele que transmite conhecimentos sejam eles técnicos ou não, e nada mais fácil do que escrever corretamente para que os leitores consigam entender o conteúdo dos artigos publicados. Os escritores e blogs devem seguir algumas regras básicas internacionais na escrita dos artigos.

Caso contrário, os escritores poderão ser boicotados e ridicularizados por todos que tem discernimento e cultura para reconhecer que alguns escritores não passam de simples charlatões ou impostores da rede, e não tem a menor vocação para escrever artigos interessantes e com conteúdo.

William Lewis Safire (1.929 – 2.009) foi autor, colunista e jornalista norte americano. Autor dos discursos do ex-presidente americano Richard Nixon (1.969 – 1.974) e vencedor do Prêmio Pulitzer por suas colunas de política e linguagem do jornal americano The New York Times criou algumas regras básicas que todos os escritores devem ter antes de escrever qualquer artigo, e que deveriam ser seguidas a risca por todos os escritores virtuais ou não, afim de evitarem serem ridicularizados por seus erros grosseiros.

Vejamos as regras:

Nunca utilize vícios de linguagem;

A voz passiva nunca deve ser usada;

Não coloque declarações na forma negativa;

Os verbos devem concordar com os sujeitos;

Revise com cuidado os artigos para ver se tem sentido;

Releia o artigo escrito, edite e substitua as palavras repetidas;

O escritor não deve nunca mudar seu ponto de vista;

Nunca comece as frases com uma conjunção;

Não use o ponto de exclamação exageradamente;

Coloque os pronomes tão próximo quanto possível, especialmente em frases longas;

Escreva com cuidado e evite o uso de particípios quando associada a uma palavra (sujeito) diferente da que se pretende falar ou com nenhuma palavra específica;

Não coloque verbos de ligação no final das frases;

Evite o uso de metáforas;

Evite a utilização de locuções que soam esquisito;

Cuidado ao utilizar pronomes singulares com substantivos singulares na escrita;

Escreva corretamente o idioma;

Advérbios sempre seguem os verbos;

Por último, não menos importante, evite usar clichês, busque alternativas viáveis.

Escrevendo corretamente o escritor terá seu devido reconhecimento, além de conseguir muito mais seguidores, leitores e admiradores.

Os artigos aqui publicados e este blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo os artigos aqui expostos, pois estão todos registrados.

Licença Creative Commons
O trabalho Dicas de como escrever bem um artigo de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível emhttp://cafesonhosepensamentos.blogspot.com/2014/06/dicas-de-como-escrever-bem-um-artigo.html.


Brasão da família mais antiga do mundo




A família mais antiga do mundo vive na Sardenha, na Itália. O clã da Família Melis é constituído por nove irmãos ainda vivos. A mais velha da família é Consolata que teve nove filhos, 24 netos, 25 bisnetos e três trinetos. Em seguida vêm os seguintes irmãos: Claudia, Maria, Antônio, Concetta, Adolfo, Vitalia e Mafalda.

A família mais antiga do mundo é detentora do certificado do Guiness Book como a família mais antiga do mundo.

Os maiores museus no mundo


Voltar ao passado e conhecer as maravilhas das artes é um sonho que poucas pessoas conseguem realizar. Os maiores museus de artes do mundo proporcionam história a todos que gostam de olhar para o passado e entender o futuro.

Conheça os seis maiores museus do mundo e veja como visitá-los:




Smithsonian Institution: um complexo cultural com mais de 19 museus e galerias, zoológico e várias estações de pesquisas está localizada em Washington – DC, nos EUA. A história da América é detalhada através de 137 milhões de objetos. O turista deve estar em plena forma física para passar semanas admirando todos os objetos expostos, além de estar centrado em conhecimentos deixando de lado todos os problemas estressantes. Para maiores informações basta acessar o link do site.




Le Louvre: o museu fica na cidade de Paris, na França e é um dos maiores e mais famosos museus do mundo. O museu abrange mais de oito mil anos de cultura da civilização oriental e ocidental. Maiores informações podem ser obtidas através do site oficial do museu, basta clicar no link do nome do museu.




Museu Acrópole: localizada na cidade de Atenas, na Grécia a galeria fica junto às encostas da Acrópole. O piso de vidro transparente proporciona um passeio ao longo da história, onde é possível ver os diversos santuários atenienses de cada período arqueológico que foram escavados no local. 




Hermitage: o museu russo localizado em São Petersburgo possui uma coleção com mais de três milhões de itens que relatam o período da Idade da Pedra até o início do século XX. O museu ocupa seis edifícios ao longo do rio Neva, a estrutura principal é conhecido como o Palácio de Inverno que foi construído em 1.764 e ao longo dos anos foi à residência principal dos czares que reúne mais de 255 pinturas vindas de Berlim. 




O Museu Britânico: é considerado o maior museu da Grã-Bretanha e fica localizado na cidade de Londres, na Inglaterra. A coleção nacional possui mais de oito milhões de objetos entre ossos pré-históricos até pedaços do Atenas Pathernon. 




O Prado: o museu do Prado está localizado em Madrid, na Espanha com diversas coleções de pintura de Velázquez, Goya, Ribera, Zurbarán, Ticiano, entre outros. A exposição foi aberta ao público em 1.819 e atualmente a família real espanhola é a responsável pelo acervo de obras clássicas. 





As maiores bibliotecas particulares do mundo


Qual amante da literatura não gostaria de ter uma biblioteca em casa? Pois saiba que algumas pessoas ao redor do mundo conseguiram realizar este sonho, vamos conhecê-los:

Osho, que morreu em 1990 possuía a maior biblioteca particular do mundo com mais 100 mil volumes. As peças mais valiosas do seu acervo particular ficavam em estantes protegidas por vidros deslizantes e com espelhos A sua filosofia era que dois livros do mesmo tamanho ou cor não deveriam ser colocados um do outro, e sim deveriam ficar em formatos de ondas, subindo e descendo. A biblioteca Lao Tzu fica em Poona, na Índia.




Harlan Crow filho do magnata imobiliário Trammel Crow construiu uma magnífica biblioteca de dois andares na propriedade Highland  Park, no Texas. A biblioteca reúne mais de 8.000 livros raros, manuscritos, 3.500 correspondências, pinturas, fotografias e esculturas que representam mais de 500 anos de história americana. A biblioteca possui também algumas raridades de grande valor histórico, tais como 1493 impressões das cartas de Colombo relatando as descobertas à Corte Espanhola.



A biblioteca particular mais antiga é a do professor Richard Macksey, que durante 50 anos acumulou mais de 70.000 livros em casa. Sua biblioteca particular começou a se formar na garagem de sua casa em 1972, onde mais tarde foi convertida em grandes pilhas de livros. Sem espaço apto para abrigar todos os livros acabou doando-os para a Universidade Johns Hopkins.



A biblioteca do Castelo de Peralada na Espanha foi criada em 1.888. Em 1.923 a biblioteca foi ampliada pelo político Miguel Mateu, um colecionador aficionado por livros. Atualmente a biblioteca possui um acervo de mais de 80 mil livros entre manuscritos e livros impressos.






Os livros mais antigos do mundo



Os primeiros livros surgiram há milhões de anos atrás, os apaixonados em literatura vêm acompanhando o desenvolvimento das técnicas que tem conservado e mantido os livros como um meio de aproximação dos leitores ao conhecimento. Há livros tão antigos, que mesmo com as diversas alterações da história conseguiram conservarem-se intactos das destruições dos seres humanos e da natureza.

Com o surgimento da tecnologia, os livros ganharam novas formas e ampliaram os meios de acesso dos leitores ao conhecimento. O mundo ficou mais próximo do leitor e o acesso aos livros digitais ficaram mais fáceis. O livro proporciona viagens inesquecíveis por lugares antes nunca imaginados, aqui vamos conhecer os três livros mais antigos do mundo.

O livro mais antigo do mundo é datado de cerca de 660 a.C., porém só foi descoberto 70 anos depois durante a escavação de um canal do rio Strouma na Bulgária. O Etrusca Gold Book é feito com seis folhas de ouro 24 quilates unidas por anéis. Estas placas são escritas com caracteres etruscos, que representam um cavalo, o cavaleiro, a sirene, a lira e os soldados. O livro encontra-se em exposição no Museu de História Nacional da Bulgária na cidade de Sófia.




Os Pyrgi Ouro Tablets foram encontrados em 1964 durante a escavação do santuário do Pyrgi, na Itália e datam de 500 a.C.  As placas possuem buracos em torno das bordas dando a impressão de que originalmente eram unidas umas as outras. Duas das placas estão escritas em etrusco e a outra em fenício. As placas estão em exposição no Museu Nacional Etrusco de Roma, na Itália.



Em 1945 foram encontradas 13 encadernações em madeira em Nag Hammadi, na região do Alto Egito. Os livros contem textos gnósticos datados do primeiro semestre do 4º século d.C.  Os códices de Nag Hummadi atualmente se encontram expostos no Museu Copta do Cairo, no Egito.



Pensamentos de sabedoria




“Estamos mais próximos da sabedoria quando nos curvamos e não quando pairamos no alto”. - William Wordsworth

“Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás”. – Sabedoria oriental

“O bobo se acha sábio, mas o sábio se acha bobo”. – William Shakespeare

“O conhecimento é orgulhoso por ter aprendido tanto; a sabedoria é humilde pra não saber mais”. – William Cowper

“A estrada do excesso leva ao palácio da sabedoria”. – William Blake

As dificuldades são como as montanhas. Elas só se aplainam quando avançamos sobre elas”. – Provérbio japonês

“O orgulho dos pequenos consiste em falar sempre de si próprios; o dos grandes em nunca falar de si”. – Voltaire

“É fácil apagar as pegadas; difícil, porém, é caminhar sem pisar no chão”. – Lao-Tsé

“A simplicidade é o último degrau da sabedoria”. – Khalil Gibran

“Sempre chega a hora em que descobrimos que sabíamos muito mais do que antes julgávamos”. – José Saramago





As docerias mais famosas do mundo


Cafés, doces, bolos, quitutes, chocolates, cheiros e sabores é parte integrante dos cardápios oferecidos nas diversas e mais famosas docerias espalhadas ao redor do mundo. Tomar uma xícara de chá ou café no final do dia acompanhado por doces e uma boa companhia não há nada melhor.

As cinco melhores docerias ao redor do mundo oferecem desde simples docinhos até os mais variados e deliciosos bolos decorados. A PâtisserieAdriano Zumbo localizada na Austrália é uma das melhores docerias do mundo com mais 40 tipos de zumbarons ou docinhos coloridos, além de pequenos biscoitos amanteigados coloridos perfeitos para acompanhar chá ou café. 





Bear’s Paw Bakery é uma doceria localizada escondida entre as montanhas do Canadá, que serve bolos de canela, chocolate, framboesa, cereja, muffins de maçã, biscoitos, croissants e doces. Os doces mais famosos são a torta de maçã e o bolo de cenoura. 





Demel foi inaugurada em 1.786 na Áustria, localizada em um prédio antigo e luxuoso, a doceria prepara doces tradicionais, tais como: biscoitos, bolos de frutas, chocolates e diversas outras sobremesas.




A doceria Max Brenner foi fundada em 1996, em Israel, e começou como uma pequena loja de venda de chocolates artesanais. As frutas secas, doces, waffles e biscoitos servidos na doceria são cobertos por camadas de chocolate derretido. Milkshakes de chocolate de avelã, banana split e foundue também são ricamente cobertos por chocolates.




Pane del Panella é uma tradicional padaria e confeitaria italiana, que inclui em seu cardápio cremes, brioches, muffins e doces de pistache. 







Poemas de Amor




Soneto do Amor Total – Vinicius de Moraes
Amo-te tanto, meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

“Eu não quero mais amar
Para não sofrer
Para não chorar
Vida perdida
Estrada tão comprida
Melhor nem dizer, ai
Melhor nem pensar
Para não sofrer
Para não chorar
Velho riacho
Que vem lá da serra
Cantigas tão antigas
Me contou
Velho riacho
Então me conte agora
Como eu vou viver, ai
Sem o meu amor
Se eu vou viver
Sem o meu amor” – Tom Jobim
“Minha vida não foi um romance...
Nunca tive até hoje um segredo.
Se me amar, não digas, que morro
De surpresa... de encanto... de medo...

Minha vida não foi um romance
Minha vida passou por passar
Se não amas, não finjas, que vivo
Esperando um amor para amar.

Minha vida não foi um romance...
Pobre vida... passou sem enredo...
Glória a ti que me enches de vida
De surpresa, de encanto, de medo!

Minha vida não foi um romance...
Ai de mim... Já se ia acabar! 
Pobre vida que toda depende
De um sorriso... de um gesto... um olhar...” – Mario Quintana

Já não me importo – Fernando Pessoa
Já não me importo
Até com o que amo ou creio amar.
Sou um navio que chegou a um porto
E cujo movimento é ali estar.

Nada me resta
Do que quis ou achei.
Cheguei da festa
Como fui para lá ou ainda irei

Indiferente
A quem sou ou suponho que mal sou,

Fito a gente
Que me rodeia e sempre rodeou,

Com um olhar
Que, sem o poder ver,
Sei que é sem ar
De olhar a valer.

E só me não cansa
O que a brisa me traz
De súbita mudança
No que nada me faz.

Quem é você? – Alexandre Pires
Sua luz é capaz de acender um país
Teu sorriso transmite o que não é normal
Uma pele
Um corpo
Um cheiro...um olhar fatal

No jardim a beleza da mais fina flor
Inocência acima do bem e do mal
Você é a mulher que encheu o meu peito de amor

Quem é você?
Você é o grande amor da minha vida
Não me canso de dizer
Todo mundo vai saber
que você é o grande amor da minha vida





Os maiores livros do mundo


O maior livro do mundo em tamanho é o Atlas Klencke com 1,78 m de altura e 1,05 m de largura por 11 cm de espessura. Possui 350 anos e está exposto na Biblioteca Britânica



O livro mais grosso de poesia com um único volume foi impresso por Bu Wilson e por Bill Voss da Ul Library, com 10.119 páginas e 8 ½ x 11 x 24 polegadas.



O livro com mais páginas escritas no mundo é o The Story Blah composta de 23 volumes, 11.338.105 palavras, 61.745.771 caracteres (com espaços) e 17.868 páginas do escritor Nigel Tomm.



Os cafés mais caros do mundo



Não há nada mais saboroso do que tomar um delicioso café em dias frios de outono, além de ser uma bebida que pode ser tomada quente ou gelada em qualquer estação do ano, também é muito apreciada pelo seu sabor. O café pode ser preparado de várias maneiras conforme a cultura e a tradição de cada povo ao redor do mundo.

O café é uma bebida que possui diversos aromas, além de poder ser acompanhado de doces ou salgados que acentuam muito mais o sabor dos grãos. No Japão pode-se encontrar café enlatado nas máquinas que vende refrigerante. O café orgânico está entre as preferências dos japoneses.

Os moradores da Alemanha, Dinamarca, Finlândia e Suécia preferem o café gourmet, e por incrível que pareça consomem mais café do que cerveja. Na Itália, os consumidores preferem o café espresso, pois prezam muito pela qualidade e sofisticação. Na China a cultura do chá está sendo gradualmente substituído pelo café com sabor de caramelo.

Os árabes utilizam especiarias no preparo do café, já no Sudão as folhas do café são colhidas, secas e mergulhadas em água quente. À efusão são adicionados mel e leite. Cada povo encontra sua justificativa para o preparo do café de maneira singular associada às culturas locais.

Aos amantes do café aqui vai uma lista dos 5 cafés mais caros do mundo, e saiba qual o diferencial entre eles:

Café Kopi Luwak: originário da Indonésia é considerado o café mais caro do mundo, pois é produzido a partir das mais maduras bagas de café, que são mastigadas e passam pelo trato digestivo dos gambás Luwak. Os grãos depois de passar pelo trato digestivo são expelidos no chão das florestas, no qual os cafeicultores em seguida recolhem as fezes com os grãos, que são ensacadas e vendidas. À primeira vista as pessoas podem sentir nojo de como o processo é efetuado, mas com o preparo do café perceberão que o sabor é inigualável. O quilo do café custa US$ 160,00, ou seja, R$ 360,00. Site: http://www.kopiluwak.org/



Hacienda La Esmeralda Café: é considerado o melhor café da América Latina, e é cultivado à sombra de goiabeiras a 1.700 m de altitude. O melhor café é produzido em Boquete, no Panamá, e o quilo do café custa US$ 104,00, ou seja, R$ 235,00. Site: http://haciendaesmeralda.com/



Café Santa Helena: produzido na ilha de Santa helena a 1.200 quilômetros de distância da costa da África. A popularidade deste café se deve a Napoleão Bonaparte que depois de ter degustado o elogiou muito. O café tem um perfumado sabor de frutas cítricas, além do caramelo. O custo do quilo desta preciosidade é de US$ 79,00, ou seja, R$ 180,00. Site: http://www.st-helena-coffee.com/



El Injerto Café: é produzido na região de Huehuetenango, Guatemala. O café é produzido na fazenda El Injerto que fica na região que possui as mais altas altitudes do país. Além, do café tradicional é produzido também o café Bourbon. O quilo do café é em torno de US$ 50,00, ou seja, R$ 115,00. Site: http://fincaelinjerto.com/en



Café Yauco AA de Puerto Rico: as primeiras mudas de café foram introduzidas na ilha em 1736, e desde então o cultivo tem sido uma das principais culturas do país, pois são produzidas nas montanhas férteis do país. A partir de 1990, o Café Yauco começou a ser exportado para todo o mundo, onde foi considerado pelos especialistas desta cultura como sendo um café de alta qualidade pelo sabor agradável dos grãos. O quilo do café sai por U$ 24,00, ou seja, aproximadamente R$ 54,00. Site: http://www.yscoffee.com/



As maiores livrarias do mundo


As pessoas apaixonadas por literatura adorariam conhecer e passar dias vendo os diversos exemplares de livros novos e usados que compõem a maior livraria do mundo. A Powell’s Book é uma cadeia de livrarias em Portland, Oregon nos USA.


A Powell’s Book é mais conhecida como a Cidade dos Livros, pois ocupa mais de 6.300 m² com um inventário de mais 4 milhões de livros novos, usados e raros. Fundada por Walter Powell em 1971, aproveitou a ideia inicial de seu filho Michael Powell que em 1970 abriu em Chicago uma livraria especializada em livros usados e raros de natureza acadêmica e científica. Em 1979, Michael Powell se juntou na sociedade com o pai  na Powell’s Book, e em  1982 comprou a livraria tornando-se o único dono.



A partir de 1993 a livraria marcou presença na internet fazendo publicidade dos seus livros técnicos através de e-mails, porém o sucesso fez com que a livraria investisse em livros de outros gêneros literários. Criou um site da livraria e implantou o e-commerce, que alavancou as vendas e contribuiu para o crescimento da rede.



Em 1999, a Cidade dos Livros se expandiu e Michael Powell mandou colocar na entrada da livraria uma grande Coluna de Livros em arenito, que tinha esculpida uma pilha com os maiores livros do mundo com os seguintes dizeres em latim: “Compre um livro, leia o livro e venda o livro.”



Em 2002, a Powell foi considerada uma das 10 melhores livrarias dos EUA. Atualmente, ela é considerada a maior livraria que vende desde CD até livros raríssimos tanto pela internet como por varejo. Aos interessados em adquirir um dos milhões de livros à venda na rede podem acessar o link do site: http://www.powells.com/

Aos fissurados em desbravar novos lugares vão se apaixonar pela maior livraria de viagens do mundo localizada na cidade de Londres, Inglaterra. Em 1852, Edward Stanfords tornou-se sócio de Trelawney Saunders um vendedor de mapas e gráficos em uma papelaria da cidade de Londres, porém um ano depois a empresa foi dissolvida e Stanfords assumiu o controle do negócio próprio


Em 1853, Edward Stanfords abriu a sede oficial da livraria tornando-se o único vendedor de mapas de viagem da cidade. Para a Stanford ganhar fama e reputação no mercado britânico encomendou a gravação de uma série de grandes mapas da biblioteca dos continentes, e nomeou uma equipe de topógrafos para construir o primeiro mapa da cidade de Londres. O mapa foi publicado em 1862 quando foi aclamado pela Royal Geographical Society como o mapa mais perfeito da cidade de Londres. A reprodução do mapa continua até hoje à venda na Stanfords. Quem estiver interessado em conhecer um pouco mais desta livraria pode acessar o link: http://www.stanfords.co.uk/

As escuturas mais bizarras do mundo


A arte que melhor representa as imagens plásticas em relevo total ou parcial são as esculturas. As esculturas podem ser trabalhadas de várias maneiras e materiais, tais como a fundição, a moldagem, a cinzelação ou através da aglomeração de partículas na criação de um objeto.

O bronze e o mármore são os materiais mais utilizados na escultura desde a antiguidade, mas há também outros materiais utilizados para a fabricação de esculturas e sendo de fácil modelagem como a argila, a cera e a madeira.

As primeiras esculturas modelavam as curvas notórias do ser humano e as divindades, mas nos tempos modernos outras formas foram sendo produzidas, algumas com formas bizarras fugindo dos padrões tradicionais da quarta arte clássica.

Veja as 20 esculturas mais bizarras do mundo: